jusbrasil.com.br
13 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região TRT-4 - Recurso Ordinário Trabalhista: ROT XXXXX-95.2020.5.04.0011

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

4ª Turma

Julgamento

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

RECURSO ORDINÁRIO DO RECLAMANTE. MAJORAÇÃO DO PERCENTUAL DOS HONORÁRIOS SUCUMBENCIAIS.

É dominante o entendimento jurisprudencial de que os honorários advocatícios devem ser fixados no percentual de 15%, em consonância com os parâmetros usualmente adotados por esta Justiça Especializada, independentemente da complexidade da matéria (Súmula 219, V, do TST). O percentual de 15% para os honorários advocatícios está em consonância com o artigo 85, § 2º, do CPC/2015, respaldado, igualmente, pela previsão do § 3º do mesmo dispositivo. Recurso parcialmente provido. RECURSO ORDINÁRIO DA RECLAMADA ZANDONA. RESPONSABILIDADE SUBSIDIÁRIA. TOMADORA DE SERVIÇOS. A responsabilidade subsidiária atribuída à recorrente decorre de sua incontroversa condição de tomadora dos serviços que o reclamante, empregado da primeira reclamada, a ela prestou como porteiro. A hipótese enseja a aplicação da orientação contida no item IV da Súmula 331 do TST. Recurso a que se nega provimento. RECURSO ORDINÁRIO DA RECLAMADA ANCHIETA. REGIME DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIOS. ESCALA 4 X 2. INVALIDADE. A escala de trabalho na forma 4x2 é mais prejudicial ao trabalhador do que a de 12x36 e, diversamente do que ocorre com este regime, não há Súmula ou jurisprudência consolidada do TST que reconheça a sua validade, independentemente da existência de autorização normativa. Ou seja, ainda que autorizado por norma coletiva, o regime de trabalho em escala "4 X 2", consistente em quatro dias de trabalho ininterrupto seguidos de duas folgas, não pode ser considerado regular sob qualquer aspecto, na medida em que as jornadas realizadas eram de mais de dez horas diárias. Há clara afronta à norma do artigo 59 da CLT. Recurso a que se nega provimento.

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos os autos. ACORDAM os Magistrados integrantes da 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região: por unanimidade, DAR PARCIAL PROVIMENTO AO RECURSO ORDINÁRIO DO RECLAMANTE, SANDRO JOSE DEPORTE COSTA, para majorar o percentual dos honorários advocatícios devidos ao seu procurador para 15%. Por unanimidade, NEGAR PROVIMENTO AOS RECURSOS ORDINÁRIOS DAS RECLAMADAS ANCHIETA SERVICOS DE PORTARIA LTDA. e ZANDONA-MINERACAO E TERRAPLENAGEM LTDA. Valor da condenação inalterado para efeitos legais. Intime-se. Porto Alegre, 22 de setembro de 2021 (quarta-feira).Cabeçalho do acórdãoAcórdão
Disponível em: https://trt-4.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1300305905/recurso-ordinario-trabalhista-rot-210199520205040011

Informações relacionadas

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciaano passado

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR XXXXX-12.2017.5.04.0334

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região
Jurisprudênciahá 8 meses

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região TRT-2: XXXXX-06.2019.5.02.0089 SP

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 6 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR XXXXX-92.2013.5.04.0401

Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região TRT-12 - Recurso Ordinário Trabalhista: RO XXXXX-33.2019.5.12.0030 SC

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 7 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR XXXXX-67.2012.5.04.0011